Logótipo Isolamentos

Assine a nossa Newsletter Gratuita

Receba os nossos artigos no seu email.

Construir um Tijolo Ecológico

Construir um Tijolo Ecológico

Não é necessário contratar mão-de-obra especializada para construir com tijolo ecológico. As rachaduras nas paredes podem ocorrer quando os tijolos têm medidas diferentes, a massa de assentamento é muito forte, a fundação é feita de forma inadequada etc.

Construir um Tijolo Ecológico

Não precisa de uma fundação especial para a construção com tijolo ecológico. A construção da fundação será igual à que irá utilizar para construir com tijolo convencional e em ambos os casos, as alterações são de acordo com o projeto e o solo da região.

Tijolo Convencional vs Tijolo Ecológico

Tal como o tijolo convencional o tijolo ecológico deve ser molhado após a construção. A falha desta fase vai comprometer a resistência do tijolo ecológico, porque quando está molhado ou mantido húmido, o cimento reage e proporciona a resistência exigida pelas normas da ABNT.

Os buracos dos tijolos ecológicos permitem que o ar esteja em constante movimento e formam câmaras termo acústicas que controlam a temperatura no interior da casa. Em dias quentes, a temperatura do interior da casa é fresca e à noite é quente, a poluição sonora também é diminuída.

A redução do custo de construção com tijolos ecológicos pode chegar aos 30% (no final da obra). Estas contas não têm em conta os tipos de loiça, acabamentos, etc.

 Tijolo Ecológico

Os tijolos ecológicos aceitam qualquer tipo de revestimento

Pode utilizar qualquer revestimento que seria aplicado na construção convencional, sem qualquer preparação específica. Entre os vários revestimentos podemos citar a argamassa para fixar os azulejos, grafito, texturas, gesso, pintura, tinta à base de água, tinta à base de óleo, resinas, selantes, vernizes, gesso, papel de parede, etc. Devido a perfeição da parede será necessário utilizar menos material para terminar o trabalho de revestimento.

Se precisar de utilizar meio-tijolo na construção este pode ser produzido por máquinas a nível de fábrica ou pode ser feito no local de construção, o corte do tijolo ao meio pode ser necessário para um projeto de modulação, cada tijolo tem o seu lugar definido na obra, fazendo com que haja uma considerável diminuição de lixo produzido no local e no desperdício do material.

Pode utilizar qualquer tipo de cimento com os tijolos ecológicos, não existe restrição para o tipo de cimento a ser utilizado, porque todos desenvolvem a mesma função de dar resistência ao tijolo, de modo que a escolha do cimento fica à escolha do construtor.

O tijolo ecológico, como qualquer outro tipo de material, tem uma dilatação e retração que ocorre com as mudanças climáticas. É importante que se deixe um espaçamento entre um tijolo e outro de cerca de 1 mm a 1,5 mm, este espaçamento deve ser tomado em conta quando a planta da casa é elaborada. Por cada 8 tijolos o movimento da parede, para a frente, é mais ou menos de um centímetro, por esta razão a planta deve ser elaborada com os critérios de espaçamento para evitar que os tijolos excedem a fundação.

Será que o tijolo ecológico é mais resistente do que o tijolo de cerâmica?

Com base na Associação Brasileira de Normas Técnicas, regras (ABNT), podemos fazer uma comparação. A resistência mínima exigida para o tijolo de solo-cimento é MPA (Mega Pascal). Assim, o tijolo ecológico, dentro das normas da ABNT tem o dobro da resistência, deixando o tijolo de cerâmica vermelha em desvantagem quanto à sua resistência.

Uma casa construída com tijolo ecológico pode se expandida à posterior. Na construção ecológica assim como na convencional, a modulação não impede a expansão do edifício, basta apenas fazer uma análise e elaborar uma planta para a expansão.

Existem muitos tipos de resíduos que podem ser utilizados para a fabricação de blocos, tijolos e pisos ecológicos, como: cinza do bagaço de cana, cinza de casca de arroz, porcelana, gesso industrializado, fibrocimento, areia de fundição, materiais de construção civil, até mesmo os resíduos orgânicos que são acondicionadas em material primário que é purificado microbiologicamente, que depois de pressionado é usado, perfeitamente, na Construção Civil.

Onde usar o Tijolo Ecológico

O tijolo ecológico pode ser utilizado no sistema convencional, esta é uma opção do consumidor. É aconselhável que esta situação seja prevista quando a planta do edifício é elaborada porque os tijolos ecológicos são de fácil montagem e encaixam na perfeição. Se o tijolo ecológico estiver previsto na planta, cada tijolo tem o seu lugar certo na construção, evitando a queda da parede, desperdício de material e a garantia da rapidez da construção do edifício.

A quantidade de resíduo e de cimento que pode se ser utilizado para a fabricação de tijolos ecológicos tem variações de acordo com o tipo de solo que é usado para a fabricação dos tijolos ecológicos, o mais indicado é que sejam feitos testes com os materiais que se pretende utilizar para fabricar os tijolos ecológicos, para assim se poder alcançar a proporção ideal que atinga a resistência indicada nas normas da ABNT. Existem tijolos ecológicos em que a proporção de resíduos de construção é de 80% e o cimento é de 20% em que o produto final tem uma resistência de 6 MPA, comprovada por relatórios técnicos.

Relacionados:

2 Comentários para “Construir um Tijolo Ecológico”

  • É muito bom saber que já é possível construir sem um impacto adverso no ambiente. Obrigada pela informação.

  • Deixe um Comentário:

    Nome (obrigatório):
    Mail (não será publicado) (required):
    Website:
    Comentário (obrigatório):
    XHTML: Usted puede utilizar el siguiente: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

    Quero fazer uma pesquisa por: