Logótipo Isolamentos

Assine a nossa Newsletter Gratuita

Receba os nossos artigos no seu email.

Tipos de Isolamentos de paredes

Tipos de Isolamentos de paredes

Isolamentos paredes

O Isolamento de paredes é uma ferramenta simples e eficaz para aumentar o conforto e eficiência de custo de qualquer edifício, ajudando a regular a temperatura interna, restringindo a transferência de calor de dentro para fora do edifício.  Quando usado corretamente, o isolamento pode resultar em economias substanciais em custos de aquecimento e arrefecimento.

O isolamento de paredes está disponível em muitas formas diferentes que podem ser usadas ​​em edifícios novos ou edifícios existentes, no entanto, existem muito mais opções disponíveis para edifícios que são construídos a partir do zero. Antes de isolar as suas paredes, você deve se assegurar que estão vedadas ao ar. O controlo da humidade é outra consideração.

A escolha de isolamento de paredes para uma casa existente

Para o isolamento de paredes ‘acabadas’ já existentes, poderá considerar o uso de espuma de isolamento a granel ou pulverizada.  Estes dois tipos de isolamento podem ser adicionados sem muita perturbação às áreas acabadas da sua casa.

A escolha de isolamento de paredes para uma casa nova

Ao contrário das casas com construção tradicional, as casas construídas com painéis estruturais isolados e blocos de concreto isolado, literalmente, já têm o isolamento instalado nas suas paredes.  Estas casas têm geralmente qualidades e níveis de isolamento superiores.
Se você preferir construir uma casa com construção tradicional, deve considerar o uso de técnicas avançadas de estruturas de parede.  Estas técnicas melhoraram o valor R da parede, reduzindo a ponte térmica e maximizando a área de parede que está isolada.

Tipos de Isolamentos de paredes

Isolamento ‘Cobertor’

O tipo mais comum de isolamento de paredes solto, é o “tipo cobertor”, que vem em forma de rolos ou bastões.  Estes são tipicamente feitos de fibra de vidro, no entanto, também são (menos frequente) feitos a partir de plástico ou fibras naturais.  Os bastões são feitos em tamanhos padronizados, para serem colocados entre os pernos da parede durante a construção, enquanto os rolos podem ser cortados para se adaptarem a qualquer espaço.  O Isolamento ‘cobertor’ também está disponível com ou sem “paramentos”, um revestimento projetado para agir como uma barreira de vapor ao mesmo tempo facilitando a instalação.

Isolamento de espuma rígida

O isolamento de espuma rígida é um poliestireno ou placa de poliuretano pressionado, este pode ser aplicado em paredes, chão e tecto.  Este tipo de isolamento tem o benefício adicional de reduzir a perda de calor por meio de elementos estruturais de um edifício, porque toda a face da parede é isolada, não apenas o espaço da cavidade.  É importante notar que o isolamento de espuma pode representar um risco de incêndio e não é adequado como um acabamento final interno ou externo, e deve ser coberto com gesso ou outro material apropriado.

Isolamento de preenchimento solto

O isolamento de preenchimento solto consiste em pequenas fibras que podem ser vertidas ou pulverizadas para uma cavidade de parede ou outro espaço fechado.  Este método é ideal onde o acesso é limitado ou em paredes que estão parcialmente concluídas.  Os materiais utilizados no isolamento de preenchimento solto incluem, fibra de vidro, celulose ou fibras minerais, que podem ser perigosos se não forem tomadas precauções. Quando manusear tais fibras deve utilizar vestuário de protecção e proteção respiratória.

Betão Isolado

O betão isolado está disponível na forma de blocos de betão, ocos, que são preenchidos com isolamento de espuma, tal como o poliestireno.  A adição de material isolante térmico aumenta a resistência da parede, mantendo as propriedades estruturais dos blocos.  No entanto, estes não são tão eficientes como o isolamento aplicado à face da parede, porque a maioria da transferência de calor ocorre através das secções sólidas de parede, como o betão e as juntas de argamassa, e não pelas cavidades do bloco.  Estes são projetados para serem usados ​​em edifícios novos ou em grandes renovações estruturais.

Espuma de isolamento, líquida

O isolamento de espuma líquida pode ser pulverizada, vertida ou injetada em quase qualquer espaço.  Uma vez no lugar, a espuma expande-se para preencher, completamente a área, proporcionando uma barreira térmica superior.  É uma opção ideal para alcançar espaços de difícil acesso, ou para utilizar em edifícios existentes, onde o isolamento precisa de ser adaptado. O isolamento de espuma líquido requer que a instalação seja feita por agentes autorizados e é geralmente mais caro do que o isolamento tipo ‘cobertor’ tradicional.

Relacionados:

2 Comentários para “Tipos de Isolamentos de paredes”

  • Desconhecia, muito interessante. Mas, deve ser muito caro.

  • Eduardo Luis says:

    gostei de ler, e paredes que não tenham caixa de ar, que sejam feitas com um só tijolo, como por exemplo no sul de Espanha, como isolar?
    por fora? por dentro?

  • Deixe um Comentário:

    Nome (obrigatório):
    Mail (não será publicado) (required):
    Website:
    Comentário (obrigatório):
    XHTML: Usted puede utilizar el siguiente: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

    Quero fazer uma pesquisa por: